O Melhor de Nova York Gastando Pouco

Tentar condensar em uma única lista o melhor de Nova York é missão impossível. A cidade, principalmente a “ilha-bairro” de Manhattan, oferece infinitas opções de lazer, gastronomia, entretenimento e turismo. É possível que 1 semana inteira pela cidade seja tempo limitado e apertado para visitar tudo o que a cidade oferece. Com tanto para se ver e fazer pela cidade, o mais difícil talvez não seja escolher aonde ir mas sim o que fazer para não declarar falência ao visitar NY.

 

 

Hotéis entre os mais caros do mundo, metrô com bilhete válido por 2 horas a 3 dólares, fatia de pizza a 5 dólares, e a maioria dos seus museus e monumentos com entradas custando 25 dólares não facilitam muito a vida de qualquer viajante. Por isso aqui vai uma pequena lista pessoal de onde ir em Manhattan e se divertir sem ter que declarar falência, e ainda ter dinheiro sobrando para fazer algumas compras. Pois o que seria de uma ida a NY sem voltar para a casa com algumas comprinhas não é mesmo?

 

Central Park

 

Caminhar pela maior área verde da cidade é um passeio imperdível e não custa nada. Com início na rua 59, o parque se estende por milhas e milhas e tem inúmeros pontos de interesse. Grandes campos gramados, lagos, esculturas, jardins e trilhas fazem deste parque um destino fascinante e inesquecível. Basta ter disposição para caminhar e você logo se sentirá em um dos inúmeros filmes que certamente já assistiu passados aqui. E qualquer época do ano, seja verão, primavera, outono ou inverno, tem seu charme e seu valor para um passeio cinematográfico pelo parque.

 

Times Square

 

Área central de Manhattan onde se concentram grandes hotéis  e dezenas de teatros, a Times Square é famosa por abrigar shows espetaculares da Broadway, nome da avenida que cruza esta parte da cidade em meio a luzes intensas de neon e de led. Assistir a um show da Broadway não custará barato, mas caminhar por todo o agito e se sentar na escadaria vermelha ao final da “praça” para admirar o cenário e a multidão não custa absolutamente nada e é diversão mais do que garantida.

 

Downtown

 

A ponta final da ilha de Manhattan, área chamada de downtown, é famosa por abrigar o centro financeiro de Wall Street e ter possivelmente um dos visuais mais estonteantes de toda a cidade. De um lado avista-se a grande dama de cobre, presente da França aos EUA, a Estátua da Liberdade. Do outro lado, após uma breve caminhada, avista-se a ponte do Brooklyn, e de lá é possível ter uma visão completa de todo o centro financeiro. E é também nesta área onde se encontra uma das peças de arte pública de maior impacto já concebidas até hoje: o Memorial ao 11 de Setembro. Duas grandes cascatas caindo por dentro de dois grandes buracos nos espaços onde se encontravam as Torres Gêmeas marcam a tragédia dos ataques terroristas do dia 11 de setembro de 2001.

 

Museu Metropolitan

 

MOMA, Guggenheim, Whitney, Frick e Metropolitan são alguns dos famosos museus espalhados pela cidade. Todos eles são excelentes e cada um deles geralmente cobra uma entrada de 25 dólares por pessoa. De todos, o maior e também um dos mais impressionantes em todo o mundo é o museu Metropolitan, cravado em plena 5th Avenue e dentro dos limites do Central Park. Impressionismo, mobiliário, armaduras medievais, esculturas greco-romanas e templos egípcios são algumas das atrações deste fascinante museu. Mas talvez o mais fascinante seja o preço de sua entrada. Os 25 dólares sugeridos não são mandatórios. No guichê de entrada você paga somente aquilo que estiver dentro dos seus limites. A entrada é uma doação ao museu, então doe a quantia que puder.

 

High Line

 

Nova York revitalizou por completo uma extensa área degradada da cidade quando reaproveitou uma extensa linha férrea abandonada para criar quilômetros de jardins suspensos.  A chamada High Line, que vai desde a rua 14 ate a 34, tem além de seus jardins suspensos, vistas do cidade, do rio Hudson e também do que há de mais moderno em arquitetura. Qualquer época do ano vale a caminhada por cima da cidade, mas note que suas entradas se fecham durante a noite para reabrir as 7 da manhã. A entrada é sempre gratuita.

 

Nova York é um lugar incrível e a energia dessa cidade que nunca para pode ser sentida sem que isso custe muito. Visite a “grande maçã” e leve de volta para a casa experiências que durarão uma eternidade. E com um roteiro cuidadoso, você ainda vai ter espaço sobrando no seu bolso para também levar de volta a casa algumas inesquecíveis comprinhas.

 

DSCN5425

Gus Dantas, publisher gusdantaslife, visitou Nova York por conta própria em agosto de 2016. Fotos do autor.

 

 


9 comentários sobre “O Melhor de Nova York Gastando Pouco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s